Editora da UFBA abre edital para novas publicações

-A +A
Origem: 
EAUFBA
 
 
Inscrições serão aceitas até 27 de março de 2019

 
Estão abertas as inscrições para a publicação de originais através do Edital Suzana Alice Cardoso, do Programa de Edição de Livros 2018 da Editora da Universidade Federal da Bahia (Edufba). O edital abre oportunidade para obras originais e inéditas para publicação em três categorias: livro impresso, livro eletrônico e livro para a Coleção Dramaturgia, que serão editadas nas séries que fazem parte da linha editorial da Edufba ou como publicações avulsas, tanto autorais como coletâneas, conforme definição do Conselho Editorial. 
 
Veja o edital na íntegra aqui.
 
Para participar, é preciso que pelo menos um dos autores tenha vínculo com a UFBA. Os textos devem ser apresentados como originais estruturados em forma de livro, não sendo aceitas dissertações e teses na forma como foram apresentadas às bancas, nem reedições. Os interessados devem se inscrever na sede da Edufba, no campus de Ondina, ou por correio, até 27 de março de 2019, seguindo as orientações disponíveis na página Como Publicar.
 
No momento da análise do material, entre os pontos a serem observados estão: importância do tema, inovação, qualidade dos conhecimentos veiculados, fundamentação teórica, correção gramatical intra e extratextual, além da atualidade.
 
O Edital Suzana Alice Cardoso será financiado integralmente com recursos da UFBA e da Edufba que, mediante disponibilidade financeira, envidará esforços para atender à demanda de, pelo menos, 30 originais para a categoria livro impresso, quatro originais para a categoria livro eletrônico e dois originais para a categoria livro para a Coleção Dramaturgia.
 
Cronograma:
 
Período de inscrição: até 27/03/2019.
Avaliação por pareceristas ad hoc: até 22/07/2019.
Análise e classificação pelo Conselho Editorial: até 22/10/2019.
Resultados/Divulgação: até 05/11/2019.
Demais etapas do processo editorial: de acordo com o planejamento ao final de 2019 para execução em 2020.
 
Quem foi Suzana Alice Cardoso
 
Graduada e mestra pela UFBA e doutora pela UFRJ, a educadora construiu uma trajetória consistente na área de Letras, atuando, principalmente, nos ramos da língua portuguesa, da variação linguística, da dialetologia, da geolinguística e do português do Brasil. Desde a década de 60, atuou na UFBA ininterruptamente por 55 anos, até seus últimos dias de vida. Aposentada do Instituto de Letras desde 2007, permaneceu como professora do Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura (PPGLINC/UFBA). Em 2009, recebeu o título de professora emérita da universidade e, sete anos depois, foi eleita para ocupar a cadeira de nº 28 da Academia de Letras da Bahia. Suzana foi, ainda, presidente da Associação Brasileira de Linguística, entre 1993 e 1995, e, em 2017, foi homenageada com o título de sócia de honra da Associação de Linguística e Filologia da América Latina (Alfal).
 
Dedicada à pesquisa desde o início da carreira acadêmica, a professora foi a responsável pela criação de um dos primeiros grupos de pesquisa da universidade, antes de fundar e dirigir, por mais de 20 anos, o Projeto Atlas Linguístico do Brasil, hoje empreendimento de caráter nacional que envolve 12 instituições acadêmicas, capitaneadas de forma pioneira pela UFBA. O projeto tornou possível a realização de um atlas geral do Brasil no que se refere à língua portuguesa. Ao longo da carreira, Suzana publicou 30 livros, 85 capítulos de livros e 65 artigos em periódicos acadêmicos, tendo ainda apresentado mais de 200 trabalhos em congressos. Era membra associada do LDI (Lexiques, Dictionnaires, Informatique), da Université Paris 13, onde atuou como professora visitante, em 2008. Ainda internacionalmente, a professora ministrou também disciplinas de língua portuguesa na Universität zu Köln, na Alemanha.
 
*com informações da Ascom/Edufba

 

Fonte: 
UFBA em Pauta/Edufba
Compartilhe no Facebook! Compartilhe no Twitter!